Couchsurfing, amigos ao redor do mundo

Couchsurfing, amigos ao redor do mundo

postado em: Dicas | 0

O que é o Couchsurfing

O couchsurfing, na tradução literal surfando sofá, é uma comunidade de intercâmbio cultural com aproximadamente 9 milhões de membros espalhados por mais de 120.000 cidades ao redor do mundo. Surgiu em 2004 como um pequeno projeto de quatro amigos que mandaram e-mail para um grupo de estudantes na Islândia para troca de hospedagem. Nascia a ideia do couchsurfing: pessoas em qualquer lugar do mundo compartilhariam suas casas, experiências e costumes com estranhos amigos que ainda não conheciam.

O principal objetivo idealizado não é economizar grana, mas estabelecer conexões e conhecer os lugares com o olhar das pessoas locais. Viver um pouquinho do cotidiano do lugar visitado, descobrindo o universo sob uma ótica completamente nova, uma experiência que dinheiro algum seria capaz de pagar. Como consequência, claro, é possível salvar a grana da hospedagem, mas o ganho acaba sendo infinitamente maior que isso. Você tanto pode conseguir um sofá, uma cama ou um cantinho no chão para passar algumas noites, quanto ter a oportunidade de fazer uma aula de teatro num idioma que você não domina, descobrir um novo esporte que nem conhecia ou aprender receitas de comidas típicas no passo-a-passo. O couchsurfing é uma oportunidade de interação e descoberta para os que buscam um cantinho e para os que oferecem esse espaço. os valores do couchsurfing

Como funciona

As pessoas se cadastram no site, preenchendo um perfil que deve ser bem detalhado para permitir que ao ler o anfitrião ou convidado conheça o suficiente para receber e/ou ser recebido em segurança. Após cadastrado na página o usuário tem um perfil como qualquer perfil das redes sociais que conhecemos, assim podem iniciar as buscas, detalhando os planos da viagem, procurando pelos locais nas datas planejadas e interagindo com os outros usuários para combinarem a estadia e/ou encontros.

Toda pessoa maior de 18 anos pode participar. Para se cadastrar é só acessar a página do couchsurfing e clicar em sing up. Preencher todo o formulário com informações verdadeiras, fotos e suas impressões do mundo. A melhor maneira de usar o couchsurfing é sendo sincero e específico nas suas informações. Dentre as 9 milhões de pessoas existem algumas que não possuem nenhum interesse em comum com você, porém há algumas que gostam exatamente do que você gosta. O legal de ter o perfil bem preenchido é que as pessoas com o quais você irá interagir irão ter uma boa noção sobre você, facilitando essa interação. Existem famílias com filhos pequenos que esperam receber famílias com filhos pequenos, velejadores que procuram por companhia para empreitadas, jovens em busca de aventuras diversas, entre tantos outros grupos. Quanto mais  você escrever, divulgando seus interesses e características, mais fácil fica para encontrar sua turma.

Após cadastrado e com o perfil devidamente preenchido, basta interagir com os demais usuários para criar sua rede de amigos ao redor do mundo.

Passo a passo de como se hospedar de graça com o couchsurfing

O primeiro passo para se hospedar de graça com o couchsurfing é clicar em find hosts, no alto do site e preencher o nome da cidade onde você procura abrigo. Feito isso, aparecerá uma lista de pessoas em condições de te receber, com um extrato do perfil delas contendo informações chaves para você definir se vale ou não vale a pena ler o perfil completo.

Planejando a trip no CSÀ esquerda fica a foto do usuário, seguido do seu nome, cidade, quantidade de referências e idiomas que ele fala ou está aprendendo.Se o perfil tiver com símbolo de certo com uma bolinha verde, a pessoa foi verificada (pagou uma taxa e o couchsurfing reconheceu o endereço dela, confirmando que existe e que ela mora lá).

À direita, lá no cantinho, da pra ver a disponibilidade da pessoa:

– 1. O texto verde, em negrito, indica que a pessoa está disposta a receber;

– 2. Quando a pessoa está em dúvida o texto, ainda em negrito, é na cor cinza;

– 3. Se apessoa não pode hospedar, porém está disposta a se encontrar para um drink ou para mostrar a cidade o texto continua cinza mas deixa de estar em negrito.

Logo abaixo está a porcentagem de resposta e quando foi o último acesso no couchsurfing.

Da análise rápida desse extrato do perfil já é possível perceber anfitriões que nos são mais familiares. Nesse momento começamos o processo de pedido de sofá:

  • I- Clique na foto ou no nome do usuário para ser abrir a página do perfil;
  • II- Leia o perfil. Ele tem 5 páginas. A primeira é destina às descrições do usuário, a segunda é onde ele explica sobre a casa dele, a terceira são fotos, a quarta destinada às referências e por fim a página de amigos;
  • III- O pedido em si tem os campos para preencher datas de chegada e saída, quantidade de pessoas e, o principal, sua mensagem.
  • ATENÇÃO! O sucesso da sua solicitação de um sofá está diretamente relacionado à sua mensagem. Leia o perfil da pessoa e escreva o que te chamou atenção, porque você gostaria de estar na casa dela, o que você poderia ensinar ou compartilhar, qual seu interesse na cultura dela. Moro no Rio de Janeiro e canso de receber pedidos que são genéricos. A pessoa escreve uma solicitação e copia para todos que ela encontra. Quando recebo um pedido pessoal, onde identifico que a pessoa leu meu perfil e realmente está interessada em dividir experiências comigo, ainda que eu não tenha disponibilidade, já me coloco mais solicito. Já aconteceu até de ligar para um amigo pedindo para que ele hospedasse um casal porque eu não estaria na cidade naqueles dias.

E a segurança?

A primeira experiência ao se hospedar de graça com o couchsurfing é engraçada. Todo mochileiro que conheço que viveu essa aventura sentiu uma insegurança  imensa na primeira vez. É natural, pois não estamos acostumados com a ideia de abrir a porta para um desconhecido, nem tampouco para dormir na casa de quem não conhecemos. Confesso que não foi diferente comigo.

Dicas de Segurança:

  • Acredite nos seus instintos
  • Conheça a cultura do local visitado
  • Preste atenção nas referências
  • Conheça seus limites
  • Tenha um plano B
  • Deixe seu feedback

 Mas devo dizer que é uma das maneiras mais interessantes que encontrei para descobrir o mundo. Foi assim que meu mochilão ganhou um algo a mais. Fiz aula de teatro na Bélgica sem entender nada do idioma, encontrei um repórter na Eslováquia que também esteve no Haiti após o terremoto, aprendi sobre mantras em Praga e corri por Paris aprendendo Parkour. Através do couchsurfing mostrei o meu Rio de praia da Joatinga, samba do trabalhador e Pico da Tijuca, lugares que provavelmente guias de turismo, walking tour ou tour de albergue não mostrariam. Gosto de dizer que a ideia da visita através do couchsurfing é conhecer a cozinha e o quarto da bagunça, enquanto outras formas de viagem nos permitem ver a sala de estar/jantar. Entendo o CS como “a vida como ela é” das trips.couchsurfing

Dentro desse contexto, seguindo os valores da comunidade CS, sendo sincero ao escrever, prestando atenção nas referências e nos feedbacks, e claro, ouvindo os próprios instintos, você tem tudo para viver experiências sensacionais. Uma preocupação importantíssima, ainda mais para as mulheres, é conhecer a cultura do local a ser visitado. Existem alguns países no mundo que o tratamento dispensado às mulheres é diferente do que entendemos como ideal. Num país assim, não é uma boa ideia ficar em casa de homens solteiros. Tenha, sempre, um plano alternativo. Geralmente as pessoas que combinam te receber o fazem, mas se essa pessoa tiver um imprevisto e não puder fazê-lo ou ainda se você não se sentir confortável é legal já ter alguma alternativa em mente. Outra dica legal é conhecer os seus limites e não exagerar. Em nenhuma situação um hospede muito bêbado é bem vindo.

Dando os primeiros passos

Como na maioria  das coisas maneiras o começo não é muito simples. O primeiro passo para o seu couchsurfing funcionar é preencher com sinceridade o perfil completo. Coloque fotos e seja específico ao colocar seu ponto de vista. No começo, quando temos pouca referência, o único lugar onde o nosso anfitrião irá buscar informações é no seu perfil. Falando de referência, tem encontro da comunidade couchsurfing em várias cidades do mundo. Se você ficou curioso e deseja encontrar alguém do couch para bater um papo essa é uma excelente oportunidade.  Essa é a vibe do couchsurfing: um mundo melhor através de experiências de viagem.

Relembrando

Um vídeo do canal do youtube thisiscouchsurfing explicando o projeto e logo abaixo uma lista resumindo o post:

  • Couchsurfing é uma comunidade de intercâmbio cultural;
  • Se hospedar de graça com o couchsurfing é na verdade muito mais que isso;
  • Para se cadastrar basta ter mais que 18 anos e acessar couchsurfing.org;
  • Preencha todo o seu perfil com o máximo de detalhes possível;
  • Clique em find host para encontrar um amigo para te hospedar;
  • Seja pessoal ao solicitar hospedagem, leia o perfil completo e cite as coisas em comum;
  • Observe as referências das pessoas e certifique-se entrando no perfil de quem as escreveu;
  • Ensine e aprenda em suas novas relações e ajude a construir um mundo melhor através das viagens.

Se você já viveu alguma experiência como essa compartilhe conosco nos comentários abaixo.

Deixe uma resposta