Intercâmbio em Londres sozinha

Intercâmbio em Londres sozinha

postado em: Bia Carvalho, Dicas, Europa | 0

Quando pensamos num intercâmbio em Londres, vários são os pensamentos que vêm imediatamente a cabeça: Sozinha ou acompanhada? Qual o preço? 1 mês é suficiente? Londres é o melhor lugar?
Na verdade, já adianto que não existe uma resposta única para essas perguntas, mas vou usar a minha experiência como exemplo para tentar ajudar você a definir o que seria melhor no seu caso.

Sozinho ou acompanhado?

Eu diria que a resposta para essa pergunta depende muito do seu jeito de ser e se comunicar, e ainda depende muito de quem irá te acompanhar. Ir estudar inglês no exterior para passar a maior parte do tempo falando português, com certeza não vai resultar num grande aproveitamento para aprimorar a sua fala, isso é fato. Eu, por exemplo, tenho vergonha de falar em uma língua que não seja a minha. Todas as viagens que fiz sempre dei um jeitinho de deixar a minha amiga falar, ou o meu marido. Assim, perdi inúmeras oportunidades de melhorar meu inglês.

Quando decidi que iria fazer um intercâmbio para aprimorar a minha fluidez na língua eu estava certa que precisava ir sozinha pra me virar e me forçar a falar. Agora, se você é uma pessoa desinibida que vai falar inglês o tempo inteiro para se comunicar pode ser que uma companhia não te atrapalhe tanto assim.

Se você tiver um amigo que tenha como a língua nativa o inglês vá estudar e fique na casa dele! Boa oportunidade para praticar bastante a língua e colocarem o papo em dia.

Eu conheci brasileiros no meu curso de inglês em Londres. Normalmente sempre escuto dizer; se afaste de brasileiros; como uma frase mandamental. No meu caso aos 33 anos e realizando o sonho de poder estar no exterior sozinha e estudando inglês, perder tempo conversando em português não fazia o menor sentido, mas mesmo assim fiz amizade com as brasileiras e nos comunicávamos o tempo todo em inglês. Se você não conhece a pessoa anteriormente considero essa pratica possível, mas achar que vai falar inglês com amigos antigos que estão viajando com você, aí já é outra história. Encontrei amigos brasileiros ao longo da viagem e só falava inglês quando tinha alguém que não falava a nossa língua na conversa. Sem chance de matar a saudade dos amigos falando em inglês.

 

Quanto tempo ficar no intercâmbio? 1 mês é suficiente?

A melhor resposta para quanto tempo ficar no intercâmbio no meu entender é o maior tempo possível para você. Se você pode passar alguns anos estudando no exterior com certeza você vai voltar com um inglês muito fluente, mas se tudo que você tem são férias de 1 mês acredito que esse seja um tempo suficiente para começar, principalmente se você já tem noções boas da língua.

Eu fiquei 4 semanas estudando inglês numa escola em Londres e isso me ajudou bastante. Escolhi o método Callan que tem como objetivo a melhora da fala e da pronúncia da língua de uma maneira geral.

Veja mais sobre o Callan método em callan.co.uk

Intercâmbio em Londres

 

Qual o preço de um intercâmbio? Quanto vou gastar?

Tudo isso depende. Depende se você vai pagar hospedagem, quanto tempo vai ficar, qual curso vai escolher, se vai ter prioridades como outras viagens, compras e gastos com restaurantes, shows e baladas.

Barato, não fica. Londres é de fato uma cidade cara. O real é bastante desvalorizado e cada libra com todos os impostos acaba saindo cerca de 5 reais (dados levando em consideração o mês de outubro de 2017).

Um curso no método Callan no centro de Londres cobra uma média de 160 libras por semana para 20 lições por semana, o que seria 4 aulas por dia 5 dias na semana. Mas, se a idéia for economizar existem cursos mais em conta fora do grande centro.

Com relação a hospedagem, vai depender muito de onde você quer ficar. É preciso pesquisar hostels, casas de família que recebem estudantes e residências estudantis das escolas.

 

 

Minha experiência e impressões

Eu optei por fazer o intercâmbio em Londres porque já estaria na Europa para a minha Lua de Mel e queria aproveitar para emendar uma viagem na outra. Sempre sonhei em ficar um tempo fora sozinha e me virar, além de aproveitar para dar um melhorada no meu inglês.

De fato não achei Londres a cidade ideal para aprender inglês. É ótimo aprender a falar o inglês britânico, mas Londres tem muitos turistas e as pessoas não querem muito ficar "de papo" com você. A verdade é que você é só mais um turista que fala um inglês ruim na cidade. Acredito que cidades menores sejam melhores para desenvolver mais essa prática de comunicação com os nativos. Essa não foi só um reclamação minha, mas de todos os que tive a oportunidade de conversar no meu curso.

Eu fiquei na casa de uma prima que me recebeu com muito carinho. Mas, em casa eu optei por falar português com ela, então não pratiquei o inglês o tempo todo. Mas, eu ficava na rua a maior parte do tempo e chegava em casa só no final do dia. Todos os finais de semana eu viajei para lugares que eu precisei exercitar a língua ou estava estudando/trabalhando em inglês. Fiz um workshop sobre documentário incrível que foi um exercício e tanto para aprimorar a compreensão na língua.

Tenho uma rotina de treinos intensa no Brasil. Como treino triatlon tenho treinos todos os dias e as vezes mais de uma vez por dia.  Em Londres não pretendia seguir a rotina de treinos normal que tenho por aqui, mas uma coisa que fiz que foi bem legal e que deixo como dica é se inscrever numa boa academia. Lá não é tão caro, tive desconto de estudante por uma parceria do meu curso com a academia e as academias são top! Mega estrutura, várias aulas, piscina. A questão ruim foi que para ter o desconto eu precisava de uma conta num banco em Londres. Como quem sai de férias não costuma ter conta no país isso é uma coisa complicada. Mas, minha prima me deu essa moral e consegui resolver o problema.

Eu fiquei apenas 1 mês e acredito que tenha sido um tempo bom para ver que consigo me fazer compreender, mas que tenho muito a aprimorar. Preciso de um estudo constante e de prática. Dá para fazer isso estudando no BR, vendo filmes em inglês com legenda em inglês. Tem muita oferta de material bom online e muitas vezes até de graça.

Se tiver oportunidade farei cursos desse tipo outras vezes. Juntar férias e estudo para aprimorar o inglês me pareceu uma ótima opção.

Seguir Bia Carvalho:

Criadora do @mulheresqueescalam. Adora praticar atividades em contato com a natureza, treinar triathlon e subir montanhas. Encontrou nos esportes uma terapia. Adora compartilhar e incentivar a prática de atividades saudáveis.

Últimos Posts de

Deixe uma resposta