Innsbruck, snowboard na Áustria

Conheci essa pequena cidade do Oeste da Áustria durante o primeiro mochilão pela Europa. Meu planejamento a incluiu por estar localizada entre Veneza e Munique, duas cidades presentes em meu roteiro, e por minha vontade de experimentar o snowboard. Gostei tanto que modifiquei o roteiro da eurotrip, voltando à Innsbruck para mais alguns dias de snowboard. Na segunda passagem, sozinho, extrapolei. Encontrei um albergue no meio da montanha e vivi intensamente o snowboard por alguns dias. Desse dia em diante passei a indicar essa aventura com todos os mochileiros que encontrei. Assim, me sinto mais que obrigado em compartilhar por aqui.

Innsbruck

A cidade

Innsbruck é uma cidadezinha do oeste austríaco, capital do estado do Tirol. Cercada por montanhas, cravada no meio de um vale cortado pelo rio Inn. Daí vem a origem do seu nome, ponte sobre o rio Inn. Uma cidade universitária, repletas de jovens, que respira esporte. Nos meses mais frios é famosa pelos esportes de inverno, já tendo sido sede por duas vezes das Olimpíadas de Inverno. No verão, as suas belas montanhas recebem diversos turistas que vêm explorá-la para a prática do montanhismo. O centro histórico possuí duas atrações famosinhas, a Torre da Cidade e o Telhadinho de Ouro, porém confesso que não são muito interessantes não.

dormindo em innsbruckComo chegar e onde ficar

A melhor opção para se chegar em Innsbruck é de trem. Saindo de Munique em cerca de 2 horas já estará na capital do Tirol. No centro de Innsbruck não consegui encontrar albergue e o hotel mais em conta foi o Ibis Hotel. Localizado perto da estação de trem e dos pontos de ônibus para as estações de esqui. Apesar do preço ser bem superior ao praticado por albergues o generoso café da manhã, a facilidade de acesso para a estação de trem e para os pontos de ônibus que nos levariam às estações, a proximidade de um mercado e do centro da cidade, fez do Hotel uma preciosa opção. Porém, na segunda passagem pela cidade encontrei um “achado”. Dessa vez como estava sozinho tive a oportunidade de ousar e chegar na cidade sem nenhuma reserva realizada. Também já tinha um amigo na cidade, o cara que tinha me ensinado o básico do snowboard numa aula contratada na visita anterior me indicou um alberque dentro da estação de Stubaier Gletscher. Por um preço bem inferior, com jantar incluso e cama num quarto de três beliches eu vivi bons momentos de snowboard e contato com a neve, sem falar em presenciar o nascer do sol em uma montanha nevada.

 Estações de Ski ao redor de Innsbruck

Como foi dito Innsbruck é rodeada por diversas estações. Cheque no portal The best Ski Resort Site-map, um site onde é possível observar diversas estações e analisar o destino a ser explorado. Na minha pedida para o primeiro contato com a neve, para se familiarizar com os equipamentos, procedimentos e técnicas, a melhor pedida é começar pela estação de Glungezer, uma das estações mais próximas do centro da cidade, cerca de meia hora de ônibus. Com pistas de níveis iniciante e médio proporciona um excelente dia de diversão devido ao fluxo de pessoas, os tipos de lift (ascensores) e os níveis de dificuldade oferecidos em suas pistas. Considero como ideal para o aprendizado. Porém se você já é praticante do esporte e busca desafios uma outra opção bem interessante fica ao norte da capital do Tirol. Também de rápido acesso, Nordpark é uma estação muito interessante. Com pistas que cortam belíssimas paisagens e oferecem uma boa dose de adrenalina. Porém, há de se confessar que a grande atração da região é a imensa estação de Stubaier Gletscher. Com diversas pistas de diferentes níveis, lojas de venda/aluguel de equipamentos e deliciosos restaurantes. Nessa estação está localizado o topo do Tirol, o ponto mais alto do Estado do Tirol com um visual maravilhoso de diversas montanhas da região.

Uma atração a parte da estação é o Albergue no meio da montanha. Com um jantar espetacular incorporado à diária, reúne uma galera da vibe dos esportes outdoor. Quando lá estive a galera se reunia à noite, na parte externa, para celebrar, soltar fogos de artifício e desfrutar da vibe da montanha. Uma experiência indescritível.

4 Respostas

  1. antonio m spina
    | Responder

    boa noite!!! vc esta de parabéns!! ótimo site!!! estou me organizando pra passar o natal e a virada na Alemanha e vou voltar por Viena e quero colocar Innsbruck no roteiro ,vou de mochila também ,apesar de ja ter viagens de mochila estou tendo algumas dificuldades pra encontrar informações….vi que vc ficou um um hostel , vc tem o contato deles ou mesmo os valores pra me passar?? desde ja meu muito obrigado!!! abraço

    • Edinho Ramon
      | Responder

      Olá Antonio,
      Gratidão! Que bom que você gostou. Com relação a hospedagem em Innsbruck eu estive lá duas vezes. Na primeira fiquei no Hotel Ibis, muito perto da estação de trem. Na segunda passagem fiquei num hostel dentro de Gtubaier Gletscher, a estação de ski. Não encontrei nenhuma referência na internet. Na verdade encontrei esse hostel por acaso e como estava com todas as minhas coisas acabei ficando por lá mesmo.
      Boa sorte na sua trip! Abraços!

  2. Daniel
    | Responder

    Olá, boa tarde?
    Gostei das dicas. Gostaria de pedir uma ajuda. Vou para Innsbruck no meio de janeiro de 2017 e ficarei por 3 dias e meio. Pratiquei snow por dois dias em Bariloche (com aula individual em um dia). Então, tenho apenas uma noção básica. Gostaria de saber se vc tem ideia de qual seria a melhor pista para frequentar. Se existe alguma pista que seja mais vazia (se é que isso é possível) para que possa aproveitar mais o tempo e praticar mais. Tem alguma dica pra me ajudar?
    Obrigado pela atenção.

    • Edinho Ramon
      | Responder

      Olá Daniel! Innsbruck é sensacional, você vai se amarrar! No seu caso a minha sugestão é Stubairer Gletscher. É a maior estação de lá, tem diversos níveis. Logo, como você já consegue dar os primeiros passos vai te facilitar ir subindo o nível, devagarinho. Quando estive lá, mais ou menos na mesma época do ano, não ficava muito vazia mas era bem tranquilo. Não tinha muitas filas nos lifts e as pistas são beeem grandes.
      Se divirta e se possível marque #suacasaeomundo nas suas fotos pra gente poder acompanhar!
      Abraços e bons ventos!

Deixe uma resposta